Header Ads

Crítica | Os Infratores

A época da Lei Seca americana já rendeu alguns ótimos filmes sobre a máfia e sobre o lucrativo negócio de venda de bebidas ilegais – vide “Os Intocáveis” e “Ajuste Final”, para citar alguns exemplos. Os Infratores, novo longa de John Hillcoat (“A Estrada”), é o mais recente exemplar dessa safra, e, desde já, merece lugar de destaque nas listas de melhores títulos desse subgênero.

A trama, baseada em fatos, mostra os irmãos Bondurant, conhecidos no interior dos Estados Unidos pela qualidade da bebida ilegal que vendem – inclusive para a polícia local. Mas quando o governo passa a querer comandar o negócio, a recusa dos Bondurant acarreta uma guerra entre eles e o novo – e violento – delegado (Pearce). Ao mesmo tempo, o mais jovem dos irmãos sonha em expandir o negócio, querendo levar seu produto para além das fronteiras estaduais.

O roteiro de Nick Cave (“A Proposta”), que adapta o livro de Matt Bondurant – neto do protagonista –, consegue inserir até mesmo elementos fantásticos na história, sempre de maneira realista e orgânica: segundo os contos locais, a mistura de sangue indígena de seus antepassados tornara os irmãos indestrutíveis. Utilizando tal elemento em favor da narrativa – ao mostrar os próprios personagens acreditando em suas lendas e as consequências dessa crença –, a ideia do sobrenatural cercando os irmãos ainda rende cenas memoráveis, como o tiroteio final.

E assim como em quase todos os filmes de máfia, a família é um dos elementos principais da trama. Sem a presença dos pais, cabe aos irmãos cuidarem um do outro. Nesse cenário, o imponente Forrest (Hardy, ótimo) se torna uma espécie de pai, tomando conta do bêbado Howard (Clarke) e do jovem Jack (LaBeouf) – e a recém chegada Maggie Beauford (Chastain) seria vista como a mãe do grupo. É possível notar, inclusive, semelhanças com o clássico “O Poderoso Chefão”, de Francis Ford Coppola, principalmente na maneira que o roteiro trata o personagem de Forrest.

É interessante notar também como o uso de cores – principalmente no figurino – serve para retratar o universo daquelas pessoas. As tonalidades fortes dos vestidos de Maggie, por exemplo, contrastam com o ambiente árido em que ela se encontra, constantemente lembrando o espectador de que ela não pertence àquele lugar. Da mesma maneira, o figurino de Jack muda a medida em que ele se torna cada vez mais bem sucedido no negócio, enquanto o de Forrest permanece o mesmo, ilustrando seu descontento com aquela realidade.

Não tendo muitos longas-metragens no currículo, fica difícil classificar John Hillcoat como um dos melhores diretores da atualidade. Entretanto, é seguro dizer que seus (poucos) filmes são, sem dúvida, excepcionais. E Os Infratores não é uma exceção.

(Lawless  - EUA - Drama - 2012)
Direção: John Hillcoat
Roteiro: Nick Cave, com base no livro de Matt Bondurant
Elenco: Shia LaBeouf, Tom Hardy, Guy Pearce, Jason Clarke, Jessica Chastain, Mia Wasikowska, Dane DeHaan e Gary Oldman.

Nota: (Excelente) por Daniel Medeiros

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.