Header Ads

Joseph Gordon-Levitt abandona a adaptação de Sandman



O ator e diretor Joseph Gordon-Levitt (Como Não Perder Essa Mulher) não vai mais dirigir e protagonizar a aguardada adaptação da história em quadrinhos Sandman, criada por Neil Gaiman. O anúncio foi feito pelo próprio Gordon-Levitt, por meio de uma publicação na sua página no Facebook.

O ator iniciou o texto falando sobre o começo do projeto e o envolvimento com a Warner Bros, com produtor David Goyer (trilogia Batman), do próprio Neil Gaiman e a contratação do roteirista Jack Thorne (Uma Longa Queda), todos envolvidos em adaptar o que ele intitula "um dos títulos mais amados e inovadores do mundo dos quadrinhos".

Porém, recentemente, os direitos de Sandman e de outros títulos do selo Vertigo passaram da Warner Bros. para a New Line, e Gordon-Levitt não conseguiu se entender com o pessoal da New Line sobre como fazer essa adaptação. "Então, infelizmente, eu decidi me retirar do projeto", contou ele. "Não desejo além do melhor para que a equipe continue em frente".

Ele finaliza agradecendo a Neil Gaiman, dizendo que "tem sido um privilégio particular conhecer o Sr. Gaiman, cujas ideias e sua obra magistral certamente me convenceram de que o Senhor dos Sonhos e o Príncipe das Histórias são um e mesmo padrão".


RE: SANDMANSo, as you might know if you like to follow these sorts of things, a while back, David Goyer and I made a...
Publicado por Joseph Gordon-Levitt em Sábado, 5 de março de 2016


As tais mudanças promovidas pela New Line já podiam ser vistas desde a semana passada, quando o estúdio anunciou a contratação do roteirista Eric Heisserer (A Hora do Pesadelo e Invocação do Mal 2) para reescrever a adaptação.

O escritor Neil Gaiman também se manifestou a respeito do assunto em seu Twitter. Em primeiro lugar, Gaiman lembrou a todos que ele não é dono da marca Sandman, e sim a DC Comics, e portanto, "eu não escolho que escreve os roteiros, o diretor, o produtor ou o elenco". Sobre a adaptação em si, Gaiman não se mostrou muito animado. "Para mim o que é importante são as 2500 páginas de Sandman, não um filme que pode ou não acontecer".

Sandman é uma HQ bastante complexa, contada pelo ponto de vista de Sonho, um dentre os sete perpétuos, a representação antropormófica do sonho, inicialmente preso por um grupo de humanos que almejava prender sua irmã mais velha Morte para que se tornassem imortais, mas falham e capturam sonho. Sonho (ou Morpheus, ou Sandman) é o governante do Sonhar. Ele é um Pérpetuo - os Perpétuos são manifestações antropomórficas de aspectos comuns a todos os seres vivos: Destino, Morte, Sonho, Destruição, Desejo, Desespero e Delírio. Os 7 perpétuos não são deuses, mas sim entidades além, responsáveis pelo ordenamento da realidade conhecida. Só sua existência mantém coeso o universo físico e todos os seres vivos.

O filme de Sandman ainda não tem cronograma de gravação e nem data de estreia definidos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.