Header Ads

O Cinema se despede de Curtis Hanson


Morreu na última terça-feira (20/9) o diretor e roteirista Curtis Hanson, vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Adaptado pelo incrível Los Angeles - Cidade Proibida (1997). Sofrendo de Alzheimer há alguns anos, Hanson faleceu de uma parada cardíaca na sua casa em Hollywood Hills, Los Angeles.

Nascido em 24 de março de 1945 em Reno, Nevada, Curtis Hanson começou sua carreira como roteirista do terror O Altar do Diabo (1970), dirigido por Daniel Haller. Sua estreia na direção veio dois anos mais tarde, com outro terror, o longa Sweet Kill (1972), que ele também escreveu e produziu.

Ele também escreveu o clássico Cão Branco (1982), dirigido por Samuel Fuller, e dirigiu filmes como Porky 3 (1983), Uma Janela Suspeita (1987) e Sob a Sombra do Mal (1990). Seu primeiro sucesso veio novamente com um terror, desta vez o terror psicológico de A Mão Que Balança o Berço (1992).

Outros títulos significativos da sua carreira são O Rio Selvagem (1994), estrelado por Meryl Streep, Garotos Incríveis (2000), com Michael Douglas, 8 Mile: Rua das Ilusões (2002), estreia no cinema do rapper Eminem, e Em Seu lugar (2005), com Cameron Diaz e Toni Collette.

Seus últimos trabalhos foram Bem-vindo ao Jogo (2007), o telefilme Grande Demais para Quebrar (2011) e o filme sobre surfe Tudo Por Um Sonho (2012), que, já abalado pelo Alzheimer, ele não conseguiu completar, dividindo a direção com Michael Apted (As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.