Header Ads

Associação Brasileira de Críticos de Cinema elege os melhores filmes de 2016


A ABRACCINE - Associação Brasileira de Críticos de Cinema - divulgou a sua lista com os vencedores do Prêmio ABRACCINE, que elegeu os melhores filmes do ano de 2016. Assim como nos demais anos, a associação escolheu três títulos como seus premiados, sendo um longa internacional, um longa nacional, e um curta-metragem nacional.

O polêmico Elle [foto acima], dirigido por Paul Verhoeven, foi eleito o Melhor Longa Metragem Estrangeiro. Vencedor do Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro, o longa conta a historia de Michèle, a executiva-chefe de uma empresa de videogames, a qual administra do mesmo jeito que administra sua vida amorosa e sentimental: com mão de ferro, organizando tudo de maneira precisa e ordenada. Sua rotina é quebrada quando ela é atacada por um desconhecido, dentro de sua própria casa. No entanto, ela decide não deixar que isso a abale. O problema é que o agressor misterioso ainda não desistiu dela.

O prêmio de Melhor Longa Metragem Brasileiro foi para o elogiado Aquarius [foto ao lado], segundo longa-metragem de ficção do cineasta Kléber Mendonça Filho. Escrito pelo próprio diretor, o filme acompanha a protagonista Clara, uma jornalista aposentada que está trabalhando no seu novo livro. Agora, ela é a única moradora do condomínio – todos os demais proprietários venderam seus apartamentos para que o local fosse demolido e transformado em um prédio de luxo. Porém, o fato de ela não ter o menor interesse em vender seu apartamento causa um problema para a construtora, em especial para o gerente do projeto, o jovem e inescrupuloso Diego.

Por fim, o premiado na categoria de Melhor Curta Metragem foi o mineiro Estado Itinerante [foto abaixo], escrito e dirigido por Ana Carolina Soares. O filme conta a história de Vivi, uma cobradora de ônibus que quer escapar de uma relação opressora. Entre as paradas no ponto final, os encontros com outras cobradoras fortalecem a mulher trabalhadora e seu desejo de fuga.

Em declaração oficial, o presidente da Associação Brasileira de Críticos de Cinema, Paulo Henrique Silva, falou sobre a importância do prêmio. Segundo ele: "chegando agora à sua sexta edição consecutiva, e pelo fato da Associação ter forte atuação em todo o território nacional, o Prêmio ABRACCINE se consolida cada vez mais como o Grande Prêmio representativo do pensamento crítico brasileiro".

Diferente da maioria das premiações cinematográficas, o Prêmio ABRACCINE não é apenas uma enquete numérica entre os votantes, mas sim o resultado de um rigoroso processo seletivo realizado a partir de uma intensa discussão e troca de ideias, via internet, de seus associados em todo o Brasil.

VENCEDORES DO PRÊMIO ABRACCINE 2016

Melhor Longa Metragem Estrangeiro:

Elle, de Paul Verhoeven.

Melhor Longa Metragem Brasileiro:

Aquarius, de Kleber Mendonça Filho.

Melhor Curta Metragem:

Estado Itinerante, de Ana Carolina Soares.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.