Header Ads

Drops | Nunca Diga Seu Nome

Terror começa de maneira interessante, mas derrapa feio numa execução falha e cheia de clichês.


The Bye Bye Man PosterTítulo: Nunca Diga Seu Nome
Ano: 2017
País: EUA
Título original: The Bye Bye Man
Gênero: Terror
Direção: Stacy Title

Sinopse: Ao se mudarem para uma casa perto do campus, três universitários desvendam um segredo sinistro e embarcam em uma luta por sobrevivência contra uma poderosa força do mal.

Miniresenha: É difícil achar alguma coisa boa para comentar sobre esse filme - e olha que eu procurei bastante. Por algum tempo gostei da maneira como a diretora Stacy Title (do ótimo O Último Jantar) brincou com a sugestão da presença de uma ameaça na casa, mantendo o tal Bye Bye Man do título original escondido nas sombras e no canto da tela. Mas à medida que o filme avança, toda sutiliza é substituída por situações óbvias ou absurdas, e a construção narrativa mostra-se extremamente falha. A espiral de loucura que os personagens entram se desenvolve rápido demais e não conseguimos nos envolver - e nem nos importar - com aquelas pessoas. Também não ajuda o fato os atores principais serem muitos ruins e os coadjuvantes (como Carrie-Anne Moss e Faye Dunaway) serem mal aproveitados. Não existe nenhuma construção de tensão ao longo da narrativa e os (poucos) sustos são totalmente gratuitos.

Disponível na Netflix.

Nota: 1 (de 5)


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.