Header Ads

Guillermo del Toro recusou controle dos Monstros da Universal


Diretor lembra com remorso de quando recusou a proposta do estúdio, em 2007.

Guillermo Del Toro Monstros

Um dos maiores cineastas de fantasia da atualidade, Guillermo del Toro está em alta atualmente já que seu novo filme, A Forma da Água, vem colecionando elogios da crítica e do público, acumulando prêmios e se colocando como um dos principais títulos da temporada de premiações. Em meio às entrevistas de divulgação do filme, o diretor aproveitou para falar sobre alguns de seus projetos passados, e outros que nunca saíram do papel.

Um dos casos mais curiosos foi revelado durante uma entrevista ao TimeTalks, em que Del Toro revelou que recusou o controle criativo do universo de Monstros da Universal. É isso mesmo! Durante a entrevista, o cineasta fala que já desistiu de muita coisa, e nunca se arrependeu disso. O único caso em que ele se arrependeu foi em 2007, quando a Universal lhe fez essa proposta para reinventar o seu famoso universo de monstros.

Eles me deram as rédeas de várias propriedades, e eu não o fiz. Disso eu me arrependo. Então este é um momento confessional, eu me arrependo. Isso é o único.

Os monstros da Universal tem um valor histórico muito grande para o cinema de terror. Foram eles que estabeleceram o gênero de terror no cinema. Na década de 1930, quando os EUA encontravam -se em meio a uma crise financeira, a maioria das produções optava por uma temática mais alegre - a época dos musicais - como forma de fazer o público esquecer dos problemas pelos quais estavam passando. A Universal foi na contramão disso, e optou em atingir essa catarse através do medo.

A estratégia deu certo, e durante 10 anos os monstros se proliferam no cinema, fazendo a fama dos seus intérpretes, como como Boris Karloff e Béla Lugosi. Porém, na década de 1940, com a guerra, um terror muito mais real passou a fazer parte do cotiano, e os monstros perderam o seu impacto. Eles continuaram a existir, mas sua força de assustar diminuiu em relação ao verdadeiro terror que acontecia do lado de fora. Os monstros da Universal foram explorados até se tornarem paródias deles mesmos. E depois, foram relegados ao ostracismo.

Após a desistência de Del Toro, o estúdio manteve essa ideia de revitalizar o seu universo silenciosa por um tempo. Até que, nos últimos anos, eles criaram o tal do "Dark Universe", projeto de um universo compartilhado dos Monstros idealizado pelos roteiristas Alex Kurtzman (franquia Star Trek) e Chris Morgan (franquia Velozes & Furiosos). O problema é que o primeiro título desse projeto foi o desastroso A Múmia, estrelado por Tom Cruise, cujo fracasso pode ter acabado com todo o universo de uma vez.

Fica a dúvida, porém, de como seria esse "Dark Universe" caso ele fosse mesmo comandado por Guillermo del Toro.

Universal

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.